Lançamento do livro: “Receitas com plantas medicinais”

A sexta edição da Jornada Catarinense de Plantas Medicinais acontece entre os dias 27 e 30 de setembro, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis. Nesta quarta, durante o evento, foi realizado o lançamento do livro Receitas com Plantas Medicinais, da editora Unisul.

“Este livro é uma construção coletiva que resgata a cultura popular das mulheres da Pastoral da Saúde que fazem parte do Programa Linha Verde da Unisul”, comenta a professora do curso de Naturologia e uma das autoras do livro, Tereza Gaio.

As outras duas autoras do livro são Jaci Perottoni e Fátima Farias. “Reunimos as receitas que essas mulheres trabalham nas comunidades há vinte anos. Foi um sonho delas que nós pudemos concretizar e lançar aqui na Jornada”, afirma a também professora do curso de Naturologia Fátima Farias.

Diversos Mini-Cursos foram oferecidos para agricultores, movimentos sociais credenciados, estudantes e profissionais sócios e não sócios da Associação Catarinense de Plantas Medicinais (ACPM).

O objetivo principal do evento é promover debates, mobilizar o meio acadêmico e proporcionar o desenvolvimento nas diversas áreas científicas voltadas para as plantas medicinais.

A coordenadora do curso de Agronomia do campus universitário de Tubarão, Kátia Mara Batista, acredita que o cultivo das plantas medicinais contribui na geração de renda para a agricultura familiar. “Embora tenhamos conquistado uma política pública de plantas medicinais e fitoterápicos, percebemos que parte desta cadeia produtiva vem se desenvolvendo a muito mais tempo. Temos visto iniciativas junto à Epagri, junto à outras instituições parceiras dos agricultores familiares, a busca de renda através também do cultivo de plantas medicinais”, finaliza.

 Na foto as organizadoras do livro.

Fonte: UNISUL HOJE

Fitoterápicos: Agronomia defende produção orgânica!

Na Jornada sobre plantas medicinais, fitoterápicos e orgânicos em debate!

Diversas universidades promovem a Jornada Catarinense de Plantas Medicinais de 2010, que esta acontecendo entre os dias 27 e 30 de setembro, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis.
O objetivo principal do evento é promover debates, mobilizar o meio acadêmico e proporcionar o desenvolvimento nas diversas áreas científicas voltadas para as plantas medicinais.
A 6ª Jornada contará com 51 palestrantes confirmados, além de apresentações de trabalhos e pesquisas desenvolvidos por acadêmicos das universidades envolvidas.
Segundo a professora Kátia Mara Batista, o evento promove uma integração entre a sociedade e a academia, desencadeando avanços para a comunidade em geral e principalmente para o ambiente universitário.

“No momento em que trocamos experiências e compartilhamos conhecimentos adquiridos ao longo das pesquisas, contribuímos para os avanços das demais universidades”, explica a docente, justificando a escolha do tema deste ano: “Unindo Elos para o Desenvolvimento Social”.

A participação é aberta a agricultores, movimentos sociais credenciados, estudantes e profissionais sócios e não sócios da Associação Catarinense de Plantas Medicinais (ACPM).
Segundo a coordenadora do Curso de Agronomia da Unisul de Tubarão, Rossana Faraco Bianchini, a jornada será uma oportunidade para divulgar os estudos realizados. “Um dos focos da agronomia dentro da pesquisa tem sido a área de plantas medicinais. O evento é importante para os alunos divulgarem os trabalhos que vem realizando através das bolsas de pesquisa e também porque a gente tem incentivado os agricultores a trabalhar com produções orgânicas, com alternativas, transportando para a comunidade o que a academia está pesquisando. E as plantas medicinais vem como uma alternativa de produção orgânica”.

Para a mestra Kátia, que será uma das palestrantes, o evento permite aprofundar conhecimentos sobre as plantas medicinais, método que serviu como recurso medicinal nas gerações passadas e serve de referência até hoje. “Precisamos parar, refletir, fortalecer e mobilizar cada elo desta corrente para o bom funcionamento do todo. Neste sentido, cada participante desta jornada é um elo formando, uma forte corrente a avançar nos estudos”.

Fonte: UNISUL HOJE

Jornada de Plantas Medicinais em Florianópolis inicia hoje!

Começa dia 27 o grande evento do setor no Estado. Participam movimentos, instituições, professores, estudantes e produtores de plantas medicinais!

 

Durante quatro dias, de 27 a 30 deste mês, pessoas que trabalham, produzem, estudam, pesquisam ou apenas se interessam pelas plantas medicinais, a base dos fitoterápicos, têm encontro marcado em Florianópolis. A VI Jornada Catarinense de Plantas Medicinais, com seus cursos, palestras, exposições, palestras, conferências, apresentações de pesquisas e mostras de plantas vai movimentar as dependências da Universidade Federal de Santa Catarina, numa promoção de diversas instituições de ensino e associações ligadas ao tema.

Nas edições anteriores, a jornada chegou a reunir de 800 a 2 mil pessoas. O tema central é Unindo elos para o desenvolvimento social e terá como uma das discussões centrais as políticas públicas de plantas medicinais e práticas integrativas. A expectativa é grande, especialmente porque os fitoterápicos foram colocados na berlinda por uma série de reportagens que uma rede de televisão está veiculando nacionalmente.

“O objetivo da jornada é a troca de experiência entre pessoas e instituições que trabalham ou pesquisam com fitoterápicos, do agricultor que planta ervas medicinais aos órgãos governamentais e movimentos sociais que fazem uso desses recursos”, diz Teresa Gaio, uma das integrantes da comissão organizadora e professora de Fitoterapia do curso de Naturologia Aplicada da Unisul.

Esse encontro periódico do mundo da fitoterapia começou em Tubarão, em 1998, quando professores da Unisul organizaram a primeira jornada para reunir os diversos cursos que pesquisavam e utilizavam fitoterápicos com outros pesquisadores e produtores. “A idéia cresceu tanto que passamos a realizar o evento de dois em dois anos, em média, a cada vez sediado em uma das universidades participantes”, ressalta Teresa.

Informações completas sobre o evento no endereço
http://www.vijornadacatarinensepm.ufsc.br/

Fonte: UNISUL HOJE

Programa Linha Verde – Naturologia/UNISUL: a favor da fitoterapia!

A professora Teresa Gaio fala sobre a eficácia de práticas complementares de saúde, entre elas a fitoterapia!!!

     O organismo em equilíbrio é capaz de afastar muitas doenças. Ao contrário, o desequilíbrio interno do corpo pode se tornar o receptáculo ideal para a proliferação de males. Este é, em síntese, o conceito por trás das chamadas práticas naturais de saúde. “Estas práticas são massagens, aromas e também plantas existentes na natureza, que se transformam em remédios fitoterápicos, além de geoterapia, hidroterapia, cromoterapia, massoterapia, florais e reflexologia, entre muitos outros recursos, que através dos anos vêm demonstrando resultados positivos na resolução de problemas de saúde da população”, afirma a professora Teresa Gaio.

     Enfermeira de formação, Teresa é professora de Fitoterapia no curso de Naturologia Aplicada da Unisul e há oito anos é uma das responsáveis, junto com a professora Fátima Farias, pelo projeto Linha Verde, um programa de extensão da universidade que presta atendimento a asilos, associações de cegos e deficientes e, também, em postos do SUS nos municípios de Palhoça, São José e Biguaçu.

     “O Linha Verde leva as práticas naturais de saúde para a comunidade e instituições de saúde, dando visibilidade a essas formas de prevenção e manutenção da saúde”, observa a professora Teresa. Ela acrescenta que, nesses anos todos, o resultado é bastante positivo. Prova disso é que a unidade central do SUS de Palhoça acaba de ceder mais cinco consultórios para os naturólogos.

     O objetivo do programa, desde seu início, é o de levar às pessoas outra forma de tratamento que não só a oficial do país, a alopatia, que se utiliza de medicamentos. “Estresse, problemas metabólicos, dores aqui e ali podem ser os primeiros sinais de que alguma coisa no organismo não está funcionando adequadamente. Com práticas naturais podemos restabelecer o equilíbrio desse organismo para que ele volte a funcionar bem, evitando que esses problemas se agravem e se tornem doenças”, explica a professora Teresa.

  Foto: Teresa Gaio / Fonte: UNISUL HOJE

A participação da UNISUL e da Naturologia na Jornada de Plantas Medicinais

Professores e alunos de diversos cursos da universidade participam do evento que acontece de 27 a 30 em Florianópolis!

     A VI Jornada Catarinense de Plantas Medicinais, que reunirá universidades, pesquisadores, produtores e órgãos governamentais que trabalham ou pesquisam fitoterápicos, contará com a efetiva participação de professores e alunos, projetos e pesquisas da Unisul.

    “É o grande encontro de quem estuda, quem utiliza e quem produz plantas medicinais no Estado”, ressalta Teresa Gaio, uma das integrantes da comissão organizadora e professora de Fitoterapia do curso de Naturologia Aplicada da Unisul.

    Da Unisul, estarão presentes alunos e professores de Naturologia Aplicada, Farmácia, Agronomia, Enfermagem, Medicina e Nutrição, cursos que desenvolvem pesquisas sobre plantas medicinais e produção de fitoterápicos a partir delas, assim como as utilizam nas práticas de saúde complementares estudadas nos currículos.

     Participarão de mesas redondas e conferências os professores Jásper Zanco, Kátia Mara Batista e Rossana, da Agronomia; Teresa Gaio e Fátima Farias, da Naturologia; e Vera Fonseca, da Enfermagem. Em trabalhos de pesquisa, oito serão apresentados no evento; quatro deles avaliando as políticas públicas de práticas integrativas e complementares, implementadas no país a partir de 2006; outros quatro sobre o Linha Verde, projeto de extensão do curso de Naturologia Aplicada que presta atendimento a entidades e em postos do SUS nos municípios de Palhoça, São José e Biguaçu.

    Durante todos os dias do evento uma tenda de 200 metros quadrados estará montada para mostrar o que é e o que faz a Naturologia, inclusive com atendimento a interessados. Na ocasião, a Editora Unisul estará lançando o livro “Receitas com Plantas Medicinais”, um resgate do conhecimento popular compartilhado pelo grupo de mulheres da Pastoral da Saúde e do projeto Linha Verde. A organização é das professoras Fátima Farias, Jaci Helena Perottoni e Teresa Gaio.

Informações completas sobre o evento no endereço
http://www.vijornadacatarinensepm.ufsc.br/

Fonte: UNISUL HOJE

O Programa Linha Verde do Curso de Naturologia da Unisul e a Pastoral da Saúde lançam livro!

 Editora da Unisul lança, na VI Jornada Catarinense de Plantas Medicinais, um livro com receitas caseiras de fitoterápicos!

 

     Xarope para tosse e asma, pomada para hemorróida e antiinflamatórias, creme para varizes, sucos para gripes e óleo para dor de ouvido. Estas e muitas outras receitas utilizando plantas medicinais da região estão reunidas no livro “Receitas com Plantas Medicinais”, um resgate do conhecimento popular compartilhado pelo grupo de mulheres da Pastoral da Saúde e do programa Linha Verde, do curso de Naturologia da Unisul. A organização é das professoras Fátima farias, Jaci Helena Perottoni e Teresa Gaio.

     O livro, ilustrado pelas próprias autoras, será lançado dentro da programação da VI Jornada Catarinense de Plantas Medicinais, evento organizado pela Associação Catarinense de Plantas Medicinais que acontece nas dependências da Universidade Federal de Santa Catarina de 27 a 30 deste mês.

     A obra inclui orientações sobre como preparar chás, tinturas e pomadas, assim como os cuidados no uso de plantas utilizadas como remédio. Além das receitas caseiras para os mais diferentes males, de anemia a indigestão, cistite, colesterol, reumatismo e aerofagia, inclui também preparos de xampus para piolhos, repelentes de insetos e sabonete hidratante. Inclui ainda um índice das plantas medicinais utilizadas nas receitas, com indicação de uso e ação terapêutica, além de um glossário dos termos utilizados.

     Todas as receitas foram selecionadas pelas mulheres que trabalham com plantas medicinais, levando este conhecimento para postos de saúde e associações de bairro e, ao mesmo tempo, resgatando o saber conservado pelas pessoas atendidas.

Fonte: Unisul Hoje

CALOURADA CONFIRMADA PARA O DIA 25/09 – AMANHÃ!!!

 

Queridos (as),

     Comunicamos que nossa bonita festa de integração – calourada 2010/2 – está CONFIRMADA PARA O DIA 25 (SÁBADO)!

     Gostaríamos de esclarecer que pensando em fazer o melhor possível, e em decorrência das chuvas, havia sido cogitada a transferência para o próximo final de semana, porém nesta data teremos as eleições, e o local da festa não estaria disponível!

     Assim sendo, confirmamos nossa confraternização para o dia de amanhã (25/09)! Aproveitamos para reforçar o convite, vamos compartilhar este momento de alegria nesta data mágica e especial!

     Contamos com a compreensão, o carinho e a presença de todos!

   Maiores informações sobre a festa em post anterior do blog: https://naturologiaunisul.wordpress.com/2010/09/20/calourada-20102-a-primavera-permita-se-florescer/

Vamos juntos florescer!