Grupo de Estudos e Oficina de Interpretação de Texto

O Projeto de Extensão Civilização FMP – Udesc está oferecendo Grupo de Estudos e Oficina de Interpretação de Texto.

Ser e Tempo, Martin Heidegger – Módulo II (2011-2)

Orientação: Msc. Fernando Mauricio

Metodologia:

Em 2011-1 iniciou-se a leitura analítica da Introdução de Ser e Tempo. Em 2011-2 a leitura analítica virá acompanhada da exposição sintética e orientada do texto pelos participantes.

Data: terças-feiras, 14hs, FMP

Requisito: leitura da obra selecionada.

Inscrição: fernandomauriciosilva@gmail.com

Anúncios

Professores Discutem Educação Permanente e Certificações no Curso de Naturologia

Professores do Curso de Naturologia reuniram-se neste sábado, dia 27/08, para discutir as Certificações e o Modelo de Educação Permanente – novo modelo do processo de ensino-aprendizagem da UNISUL. Nesse modelo, a pesquisa e a extensão fazem parte integrante do ensino propriamente dito e a avaliação requer mudanças drásticas, pois não será avaliado o que se sabe das referências disciplinares, mas sim se o acadêmico sabe articular tais conhecimentos na prática.

O ensino baseado em conteúdos disciplinares dá espaço ao ensino por competências. O ingresso em cursos de certificações é permanente, ou seja, não seria necessário, em algumas ocasiões, esperar um semestre para ingressar em uma carreira. O foco é desenvolver competências que supram as necessidades do cotidiano do trabalho e, como vivemos em um mundo em que as transformações são constantes chegando ao ponto de termos que ensinar e aprender coisas que ontem não se faziam necessárias, precisamos ter formas de que o próprio acadêmico possa retornar a universidade, mesmo que seja para algumas poucas aulas, rever alguns conhecimentos sem ter que para isso cursar toda uma disciplina, o que exige flexibilidade curricular.

No curso de Naturologia, por exemplo, o Acadêmico poderá receber a certificação de Massoterapeuta antes de se graduar em Naturologia e, assim, ingressar progressivamente no mercado de trabalho. A avaliação parte da problematização da realidade, e isso não é novo, Paulo Freire há tempos apontava esse caminho. A Educação Permanente requer transformações pedagógicas que formem profissionais capazes de solucionar problemas, de trabalhar em equipes, profissionais críticos, criativos, empreendedores, competentes eticamente, tecnicamente e até politicamente.

Educação em Saúde com Plantas Medicinais

Na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Eldorado – Palhoça (SC), alunos estagiários do Curso de Naturologia Aplicada da UNISUL juntamente com os Agentes Comunitários de Saúde (ACS), estão desenvolvendo atividades voltadas ao tema da educação em saúde com plantas medicinas. Trata-se da troca de saberes junto aos ACS, capacitando-os nos conhecimentos populares e científicos sobre plantas medicinais no cuidado da saúde. Os ACS estão em contato direto com a população assim, podem orientar a população sobre o uso seguro das plantas medicinais. Essa capacitação é um dos passos para a construção de espaços comunitários educacionais onde as pessoas poderão compartilhar as informações sobre o conhecimento das plantas medicinais. Tais espaços deverão ser norteados por uma abordagem pedagógica pautada no diálogo. O respeito à sabedoria popular e o bom emprego destes saberes fazem com que as pessoas envolvidas sintam-se importantes, assim, promove-se o empoderamento da população e a humanização dos serviços de assistência.

O primeiro encontro desenvolvido com os ACS foi quanto ao preparo de chás com relação às diferentes partes de uma planta, como o método de infusão, por exemplo, que consiste em colocar água fervente em uma xícara com flores ou folhas mais frágeis e abafar por 15 minutos antes de coar e tomar. Para outras partes das plantas como a casca e a raiz há outros métodos, como a tisana, decocção e maceração. Neste primeiro encontro, objetivou-se conhecer as formas de preparo dos chás aproveitando ao máximo o poder terapêutico de cada parte das plantas, além da dosagem correta.

Segundo o Naturólogo e Professor Fernando Hellmann, responsável pelo grupo de estagiários na UBS do Jardim Eldorado, “para que os saberes e práticas populares, também as científicas, sejam conduzidas em prol da qualidade e humanização da atenção e da promoção da saúde, faz-se necessárias iniciativas como a que aqui é proposta, pois assim pode-se se conhecer e preservar as sabedorias e as formas de usar as plantas medicinais nos diferentes contextos culturais, como patrimônio histórico/cultural”.

Os estagiários do Curso de Naturologia Aplicada farão ainda visitas, junto com os ACS, às casas da comunidade, a fim de auxiliar no processo de educação em saúde através das plantas medicinais e na distribuição de mudas de plantas medicinais às famílias visitadas.

Jornada Unisul de Iniciação Científica

 

A Jornada de Iniciação Científica (JUNIC) é um evento que divulga resultados de pesquisas com recursos institucionais, do governo do Estado de Santa Catarina e Federal. A abrangência da JUNIC na região estende-se com a realização simultânea do Seminário de Pesquisa, que promove integração e debates entre diferentes grupos de pesquisa da instituição e representantes da comunidade científica reconhecidos nacionalmente. Neste ano o seminário terá como tema central “Universidade e Conhecimento: Interl0cuções e interfaces entre pesquisa e ensino”.   

Os participantes do evento se classificam em duas modalidades: ouvintes que são alunos, professores, funcionários e comunidade externa que desejam assitir as palestras e apresentações e participantes que são alunos e professores que foram contemplados nos programas de pesquisa da Unisul.  Todos os participantes receberão certificados, com carga horária de 8 horas, que serão distribuidos no dia do evento.

As inscrições para apresentação de trabalhos podem ser feitas até amanhã, dia 23/08 e para ouvintes até dia 18/09.

Informações sobre a inscrição e a programação no site da JUNIC www.unisul.br/junic2011