Naturóloga apresenta artigo em simpósio da Unifesp

A naturóloga, formada pela Unisul, Anna Carolina Faria, apresentou seu artigo de conclusão de curso da Naturologia Aplicada  no 3º Simpósio Internacional de Medicinas Tradicionais e Práticas Contemplativas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Seu trabalho foi sobre “Os efeitos do óleo essencial citrus aurantium no tratamento de sobrepeso e obesidade”, orientado pelo Professor Daniel Maurício de Oliveira Rodrigues.

Hidroterapia

História da Hidroterapia
A água é um dos elementos essenciais para vida e desde a idade antiga são conhecidos seus efeitos terapêuticos sobre o corpo humano (LEWIS, 2005).  Na hidroterapia, a água, o solvente universal, pode ser utilizada para tratamento externo e interno. A água é considerada terapêutica desde a antiguidade, independente da temperatura. E para tal alguns autores não trazem nenhuma temperatura específica como indicação. Grandes filósofos gregos, romanos, indianos e orientais recomendavam banhos e a ingesta de água em temperatura ambiente ou natural com intuito de proporcionar a cura para males do corpo e da alma.

Banhos e suas formas terapêuticas
Externamente os banhos são empregados para diferentes fins terapêuticos, tal como remover resíduos corporais que podem causar doenças infectocontagiosas.
Os banhos mornos são tradicionalmente utilizados para reduzir a febre. Os banhos frios podem ser usados para ativar a circulação sanguínea e reanimação das pessoas depressivas.
Os banhos quentes e prolongados auxiliam a relaxar e promover o sono em casos de ansiedade exacerbada (DALLA VIA, 1998; LEWIS, 2005).
Nesta prática o método de imersão do corpo na água é reconhecido para tratar doenças senis (CAROMANO; CANDELORO, 2001). Na imersão, ainda afirmam que a pressão hidrostática produz diferentes efeitos:
1 – ativa a circulação sanguínea;
2 – melhora a capacidade respiratória através do aumento do volume central e da compressão da caixa torácica e do abdome;
3 – o sistema renal amplia a diurese e a eliminação de sódio pela urina.
 
Importância da Água
– Dentre os objetivos da utilização da água na terapia interna estão os de revigorar e desintoxicar;
– Proporcionam um alívio rápido dos sintomas e se aplicados com constância, conseguem extirpar até mesmo males crônicos e julgados incuráveis através das terapias mais rigorosas;
– É um hidratante fisiológico natural;
– As pessoas que não bebem água podem estar predispostas a doenças intestinais e, a longo prazo, a constipações e problemas digestivos;
– Lewis (2005) considera que se deve ingerir pelo menos um copo de água (200 ml) a cada refeição para favorecer a digestão. Quantidades superiores a isso não são recomendadas nas refeições, pois o suco gástrico acaba diluído e prejudicando o processo de digerir os alimentos, tornando-o lento e desagradável.
A utilização da água morna em jejum, no período matutino, é utilizada tradicionalmente desde a antiguidade como hábito para tratar casos de constipação intestinal (DALLA VIA, 1998).
A hidroterapia é a alternativa natural, barata e sem efeitos colaterais. Poderá auxiliar na eliminação de toxinas orgânicas melhorando o trânsito intestinal. (LEWIS, 2005).
 
COMO FAZER ESCALDA-PÉS
Colocar em uma bacia água em temperatura quente de 35º a 40º C (temperatura do chuveiro quente ou o que seu corpo sentir bem).
Os pés precisam estar submersos, a água acima dos maléolos, por aproximadamente 20 minutos.
Para tornar esse escalda-pés mais irresistível, coloque na bacia: bolas de gude, sal grosso ou fino, pétalas de flores ou grãos e ative os pontos reflexos que existem nos pés.
 

Base de Dados dos Serviços Relacionados às Práticas Integrativas e Complementares

O Ministério da Saúde, através do Departamento de Atenção Básica/SAS, constituirá uma base de dados com profissionais, pesquisadores, instituições, entidades e serviços relacionados às Práticas Integrativas e Complementares (PICs). A base de dados será uma ferramenta importante para o intercâmbio entre profissionais e instituições nas diversas áreas, para a divulgação  de informações, constituição de grupos de trabalho, definição de prioridade em pesquisas, entre outras.

Cadastre-se através do link: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=7726

Dez Boas Notícias da Naturologia

Estamos prestes a finalizar mais um semestre letivo e o Curso de Naturologia gostaria de compartilhar dez boas notícias do final de semestre!

1)  Tão sonhada reforma da Casa da Colina já é realidade! As divisórias já estão prontas e tão breve a parte elétrica e hidráulica também estará! O Curso de Naturologia agradece ao Sr. Alessandro Lohmeyer (esposo da Profª. Luana Wedekin) pelo projeto realizado, e aos Professores Ingo e Hércules pelo apoio na realização do projeto!

2) Laboratório Horto Botânico está sendo revitalizado! A nova cerca já está sendo implantada e promoverá qualidade e segurança. O Curso de Naturologia agradece, em especial, a gerência administrativa, Prof. Ingo!

3) Novo Projeto Pedagógico está pronto! Foi pensado para atender as novas demandas sociais, a partir da participação de professores, alunos e a comunidade externa. Essa construção coletiva resultará no aumento da qualificação e aprofundamento em temas centrais para os futuros Naturólogos egressos da UNISUL!

4) A Unisul Pedra Branca acolherá o Congresso de Naturologia em outubro desse ano! A Realização será feita pela ABRANA e APANAT e a Naturologia possibilitará o local para a realização!

5) O livro “Naturologia: diálogos e perspectivas”, organizados pelos professores Daniel Maurício, Fernando Hellmann, Patrícia Daré e Luana Wedekin, terá o prefácio da Profa. Dra. Madel Luz, maior referênciaem práticas Integrativase Complementares do CNPq e contribuirá nas discussões da Naturologia.

6) O Curso de Naturologia da UNISUL e a Empresa Athman Naturologia saúde e beleza, das Professoras  Naturólogas Julie Duarte e Karin Katekaru, foram citados como referência em Aromaterapia no livro a ser lançado em Londres este ano, “Aromatherapy” de Shirley Price e Len Price – eminentes professoras de renome internacional.

7) Estamos realizando, de18 a22 de junho, a apresentação dos TCC’S do Curso de Naturologia. A qualidade dos trabalhos realizados refletem a competência de nossos professores e alunos! Parabéns a todos!

8) E falando em pesquisas.. dois novos artigos de Naturólogos da Unisul foram aceitos para a publicação em revistas indexadas (Ambas qualis A2) no mês de junho de 2012:  “Temas e referenciais de análise em Bioética no ensino da graduação em Naturologia no Brasil à luz da Bioética Social” de Fernando Hellmann e Marta Verdi (Revista Interface – Comunicação, saúde e Educação) e “Oleaginous extract from the fruits Pterodon pubescens Beth induces antinociception in animal models of acute and chronic p ain” Catharina Nucci -naturóloga egressa e mestranda em Neurociências na UFSC- e do professor Daniel Fernandes – em doutorado no Canadá (Journal of Pharmacology).

9) Em maio de 2012 foi protocolado no Congresso Nacional, pelo Dep. Giovanni Cherinni – do PDT (partido que está com a pasta do Ministério do Trabalho) a lei que reconhece a profissão do Naturólogo. A construção do projeto de Lei teve a participação de vários professores da Naturologia da Unisul e foi entregue ao referido Deputado pelas mãos de Kalil Mondadori (presidente da Abrana), Flávia Placeres (presidente da APANAT) e Fernando Hellmann (Naturologia – UNISUL).

10) A Unisul ganhou o Prêmio Kokmaha (que significa Sabedoria) oferecido pelo Dep. Federal Giovani Cherini por se destacar como a maior instituição de ensino de práticas Integrativas e Complementares do Brasil pelo Curso de Naturologia.

Professores de Naturologia!

Não deixem de rever a homenagem feita à vocês por nossos alunos: http://www.youtube.com/watch?v=ZoY4eVcrcMg&feature=relmfu

Um sonho que se sonha só é apenas um sonho. Um sonho que sonhamos juntos se torna realidade!  Juntos temos feito a Naturologia que sempre sonhamos se tornar realidade!

A Equipe de Coordenação do Curso de Naturologia agradece aos nossos Professores e a Direção do Campus Pedra Branca pelo apoio e esperança!